Coluna O Linguarudo - Não vou mentir para agradar (26/12/2017)

26 dezembro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Marconi Santana e a boa relação com a imprensa - Onde o atual prefeito de Flores está sempre tem um profissional de imprensa por perto. Recentemente o mesmo foi visto dando até presente a um amigo da imprensa e não deu outra foi eleito o destaque da região. Perguntar não ofende, pela simpatia ou pela competência?

Deputado sertanejo sempre surpreende - Gonzaga Patriota (PSB) está caminhando para seu 9º mandato na Câmara Federal. A cada eleição se diz que ele está “ameaçado” de não ser reeleito. E ele sempre tira de letra essas previsões. Pesquisa recente feita em Petrolina mostra o deputado teria hoje naquela cidade o dobro dos votos que teve em 2014. (Inaldo Sampaio)

Disputa nacionalizada - É visível o esforço do PSB para tentar “nacionalizar” a disputa eleitoral pelo Governo de Pernambuco. O palanque das oposições seria “o de Temer” e o palanque do governo o dos “anti Temer”. É uma tática que dificilmente dará certo porque a eleição é estadual. E o eleitor sempre distingue questões de responsabilidade do prefeito, do governador e do presidente da República. (Inaldo Sampaio)

Incógnita – O futuro partidário do deputado Jair Bolsonaro virou uma incógnita. Ele assumiu o compromisso de se filiar ao PEN em março próximo, desde que o partido troque o nome para “Patriotas”. Mas teria se desentendido com o presidente Adilson Barroso por causa da secção de MG e ameaça migrar para outro projeto.

Caciques do Senado na mira da Lava Jato terão reeleição difícil - Com o encerramento dos mandatos de dois terços dos senadores, os principais caciques do Senado vão às urnas em 2018 em um cenário adverso: terão de explicar ao eleitor as acusações das quais são alvo, propor saídas para a crise política e enfrentar menor disponibilidade de recursos para financiamento de suas campanhas. Dos 54 senadores cujos mandatos chegam ao fim, 21 respondem a investigações no STF em ações da Lava Jato ou desdobramentos.