PT, PMDB e PSDB vão abocanhar, juntos, quase 40% do fundão eleitoral

09 outubro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


O PT, o PMDB e o PSDB, três partidos com caciques envolvidos em casos de corrupção na Lava Jato, vão ficar com quase 40% do fundo público de financiamento de campanhas eleitorais. O maior partido da Câmara dos Deputados, PMDB, é o que ficará com a maior fatia: R$ 275 milhões.

Para as eleições de 2018, o PT terá R$ 250 milhões. Já o PSDB, terceiro maior beneficiado, receberá R$ 218 milhões do fundão eleitoral, como vem sendo chamado. O levantamento feito e publicado pela rádio CBN mostra que as três siglas, juntas, ficarão com cerca de R$ 740 milhões do fundo que deverá ter aproximadamente R$ 2 bilhões.

Pelas regras aprovadas no Congresso Nacional e sancionadas pelo presidente Michel Temer (PMDB), os recursos do fundão virão das emendas parlamentares e da compensação fiscal com o fim dos programas partidários de rádio e TV. Na distribuição do bolo, partidos sem representação no Congresso repartirão entre si 2% do fundo, o que deve corresponder a R$ 1,1 milhão.