Após 16 dias, apresentador do ABTV que levou tiro acorda e já respira sem aparelhos

03 outubro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Alexandre Farias está em coma induzido (Foto: Mavian Barbosa/G1)

Vítima de uma bala perdida no dia 16 de setembro, pouco tempo depois de sair da TV Asa Branca, afiliada da Globo em Caruaru (PE), o jornalista Alexandre Farias abriu os olhos e já respira sem a ajuda de aparelhos. Uma melhora clínica significativa que animou os familiares do jornalista e deixou os próprios médicos surpresos.

Alexandre Farias tinha acabado de apresentar o telejornal local “ABTV – 2ª edição” e estava a caminho de casa, no dia 16, quando ficou no meio de um fogo cruzado entre a polícia e suspeitos que teriam roubado um carro. Os bandidos ainda atropelaram dois socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) na fuga.

O jornalista foi levado às pressas para o hospital, passou por um procedimento cirúrgico que durou quatro horas e teve perda de parte da massa encefálica. O tiro acertou na parte frontal da cabeça, pouco acima do olho. A bala permanece alojada, já que os médicos optaram por não retirá-la pelo menos por enquanto.

Em entrevista ao UOL, por telefone, José Santos Júnior contou que o irmão abriu os olhos, já mexe um dos braços, interage com os familiares através de sinais e respira sem a ajuda de aparelhos. “Graças a Deus. São boas notícias que nos deixaram muito felizes”, disse Júnior, que ressaltou ainda a surpresa dos médicos sobre a boa recuperação do apresentador.

Prisão de suspeitos

A Polícia Militar realizou poucos dias depois uma operação em um sítio no distrito de Lagoa de Pedra, área rural de Caruaru (PE). Os policiais foram recebidos a tiros.

Três homens foram presos, um morto e um está foragido, de acordo com informações da TV Jornal, afiliada do SBT em Pernambuco. Eles teriam envolvimento no caso de Alexandre Farias. (G1)