Rotary de São José do Egito promove encontro sobre segurança pública

13 setembro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Por Tarcízio Leite - O cenário de violência vem crescendo a cada dia. Assistimos aos reclames da população diariamente, porém o poder público continua inerte a situação, limitando-se a assinar determinações, encaminhar projetos de lei, mas não se toma qualquer medida para aumentar o efetivo de policiais.

Na vizinha cidade de Tabira, localizada no alto sertão do Pajeú, presenciamos uma medida que vem dando certo até então.

Em janeiro deste ano, eu e o companheiro de Rotary, André Moraes fomos a Tabira conversar com Flávio Marques, Secretário de Administração do Município, onde fomos muito bem recebidos e com muita boa vontade, o Secretário nos apresentou a Guarda Municipal instituída em sua cidade, por determinação do Prefeito Sebastião Dias.

Conhecemos o Comandante da Guarda, Vasconcelos, militar aposentado que a conduz com muita determinação e disciplina e que fez questão de nos apresentar toda estrutura física e humana e o seu funcionamento.

Considerando um órgão exemplar, que vem sendo conduzido com muito êxito, o Rotary Club de São José do Egito resolveu promover um encontro em São José do Egito, no dia 27 de setembro, às 19:00h no Centro de Inclusão Digital, onde pretendemos reunir os poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, contando com o Ministério pública, representantes da polícia militar e civil do nosso município e dos municípios de Tabira, Afogados da Ingazeira, Tuparetama, Itapetim, Brejinho e Santa Terezinha.

Do Município de Tabira teremos a participação de Flávio Marques, Secretário de Administração do Município e do Comandante da guarda, o militar aposentado, Vasconcelos que irão fazer uma exposição sobre a instituição e o trabalho da guarda.

O presente encontro tem como objetivo principal despertar nos gestores público municipais a necessidade de discutir a possibilidades de execução de uma política pública voltada para população buscando atender as necessidades mais urgentes e que estão em evidência, uma vez que em nossa região o alvo não é mais simplesmente a integridade física do cidadão, mas até o patrimônio público também encontra-se em evidência.

Não devemos mais ficar assistindo passivamente e tentando transferir responsabilidades, mas buscar alternativas possíveis, e para isto precisamos não só discutir ou lamentar, mas transformar discursos em ações que possam atender as necessidades prementes da sociedade.

Esperamos com isto poder contribuir para promoção da paz e da qualidade de vida de nosso povo, este é o objetivo de Rotary.