Joesley Batista usava o sexo para negociar favores

07 setembro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Literalmente, a carne é o grande negócio do grupo J&F. Na conversa de botequim entre Joesley Batista e Ricardo Saud o nível é para lá de rasteiro, mas intimidades sobre preferências sexuais são o que causam menos espanto. Estarrecedor é ouvir o dono do maior conglomerado de proteína do planeta dizer, sem meias palavras, que contratou um “viado” para servir como moeda de troca. E reforça que precisava arrumar sexo para que uma mulher chamada Fernanda ficasse calma. (R7)