Delator cita propina de R$ 13,5 milhões a Temer, diz revista

10 setembro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


O presidente Michel Temer teria recebido R$ 13,5 milhões em propina, segundo trechos da delação do doleiro Lúcio Funaro obtidos pela revista "Veja". De acordo com a publicação, Funaro afirma em seu acordo de colaboração premiada nunca ter conversado sobre dinheiro diretamente com Temer, porém, disse que era informado pelo deputado cassado Eduardo Cunha sobre as divisões.

Ainda segundo a revista, Funaro afirmou em sua delação que Temer “sempre soube” de todos os esquemas tocados por Cunha. “Temer participava do esquema de arrecadações de valores ilícitos dentro do PMDB", diz a reportagem.

Entre as propinas destinadas a Temer, Funaro cita, segundo "Veja", repasses de R$ 1,5 milhão do grupo Bertin, R$ 7 milhões da JBS e outros R$ 5 milhões de Henrique Constantino, do Grupo Constantino, com parte do dinheiro usado na campanha do então deputado Gabriel Chalita à prefeitura de São Paulo, em 2012.