Ao MP, Eletropetromotos diz ter patrimônio maior que débito aos clientes

13 setembro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


O promotor Lúcio Luiz de Almeida Neto deu detalhes da reunião com representantes da Eletropetromotos, convocados para esclarecer a paralisação das atividades do sorteio, que atuava no modo de contemplação premiada. A empresa foi representada por Mayara Nascimento e pelo advogado Thiago Silva. O dono da empresa, José Ildo, não compareceu. A empresa garantiu ter patrimônio imobilizado para fazer o pagamento. Há um conjunto de bens maiores que todos os débitos, garantiu. O promotor disse ter sentido interesse na empresa em zerar o passivo. “Estão querendo pagar. Demos a oportunidade da empresa indicar o que tem como patrimônio para fazer face a esses pagamentos. Todas as pessoas interessadas que quiseram falar, falaram. Foi um momento esclarecedor para as pessoas que compareceram à promotoria”, disse Dr Lúcio. Como encaminhamentos, o MP solicitou oficialmente informe sobre quanto deve e a quem deve. O prazo dado foi de 30 dias, podendo ser atendido antes a depender da empresa. (Por Anchieta Santos)