Primeiro homicídio do ano é registrado em Carnaíba

12 fevereiro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Segundo as testemunhas a vítima Djavan Morato, 27 anos, acusado e suspeito estavam ingerindo bebida alcoólica no bairro Bela Vista quando os acusados G. e "C" se afastaram da mesa, deixando a vítima sozinha, em seguida ouviu o disparo. A vítima tentou correr, mas caiu, em seguida o acusado entrou no bar e lavou as mãos com uma cerveja dizendo para o dono do bar o seguinte: “você não viu nada”, em seguida fugiu em uma moto CG 160 de cor branca enquanto e o outro suspeito fugiu a pé. A vítima foi atingida no tórax, sendo socorrida para o Hospital Local, porém não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito. O policiamento realizou diligências, com apoio do graduado de operações/CECOP e NIS I, conseguindo localizar o acusado próximo a sua residência. A vítima é ex-presidiário, condenado por tráfico de drogas, furto e dano ao patrimônio público e residia no bairro da Cohab e filho biológico do protético Preto Morato. Djavan foi adotado por Damião de Vane. O acusado também é ex-presidiário, já havia sido preso pelo crime de tentativa de homicídio. O outro suspeito não foi localizado. A arma utilizada no crime não foi localizada e o acusado não confessou ter praticado o crime. A ocorrência foi entregue a equipe de plantão da Delegacia de Polícia de Afogados da Ingazeira, mediante boletim de ocorrência, a fim de serem adotadas as providências investigativas e processuais cabíveis.