Coluna Mais Política: Polêmicas de Carnaíba e Serra Talhada

11 fevereiro Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários



Secretário diz que para Prefeitura de Carnaíba reformar matadouro seria muito caro - “A reforma que custaria R$ 100 mil reais, uma nova caldeira de R$ 50 mil reais e a herança de R$ 4 milhões de reais, inviabilizaram a reforma do Matadouro de Carnaíba”- a afirmação foi feita ontem ao programa Rádio Vivo da Pajeú pelo Secretário de Agricultura de Carnaíba José Ivan. Ele assegurou que o Governo Anchieta Patriota está bancando o transporte da carne através de um caminhão frigorífico do Abatedouro Regional em Afogados para Carnaíba. 

Ex-prefeito Zé Mário garante que respeitou recomendações da Adagro e em seu governo o matadouro funcionou - Através de nota enviada a produção do Programa Rádio Vivo, o ex-prefeito de Carnaíba José Mário Cassiano rebate a informação da atual gestão ao afirmar que durante os quatro anos, o Matadouro Público funcionou com aprovação da Adagro e MP. Eis a nota: Amigo Anchieta Santos, só esclarecendo denúncias do Secretário de Agricultura do município de Carnaíba Zé Ivan, quero informar que durante os 4 (quatro) anos do governo Zé Mário Cassiano o matadouro funcionou com aprovação do Ministério Público e Adagro. Todas as exigências tivemos o cuidado de cumprir para não chegar ao ponto de interdição. Quase todas as cidades do Pajeú foram penalizadas, mais Carnaíba conseguiu aprovação de abate. Fui responsável pelo meu mandato, agora a responsabilidade é do novo governo. Não vamos agora transferir responsabilidades. Sempre tive respeito com os marchantes e as pessoas que trabalham no abatedouro. Com isso quero esclarecer a população de Carnaíba que todas as recomendações da Adagro foram cumpridas para que o nosso Abatedouro pudesse funcionar, a partir de 2017 a obrigação não é mais minha. Obrigado José Mário Cassiano. 

Na defesa da classe, vereador diz que Sindicato de Professores acionará gestão Duque na Justiça - O vereador Sinézio Rodrigues (PT) confirmou em entrevista a Rádio Comunitária na Serra FM 87,9 que o Sintest (sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Serra Talhada) está entrando com uma ação na justiça contra a prefeitura de Serra Talhada. O objetivo é garantir o direito de correção de salário aos demais servidores da educação. O vereador que é da mesma legenda do prefeito Luciano Duque, mas declara independência plena quando o tema é educação disse que iria aproveitar e entrar com outra ação cobrando o retrativo dos aposentados 2015/2016 que no ato do reajuste dos servidores da ativa ficaram sem o aumento proporcional. 

(*) Por Anchieta Santos/ Rádio Vivo