Social Icons

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Sávio Torres definiu sua vitória em Tuparetama como "uma luta contra a máquina do estado e o poder econômico"

Uma luta contra a máquina do estado e o poder econômico – foi assim que o Prefeito eleito Sávio Torres (PTB) definiu a sua vitória na eleição de Tuparetama. Pelos altos custos de carreata, fez apenas uma na campanha. Atribuiu a minoria na câmara quando 4 vereadores foram eleitos em seu palanque contra 5 dos adversários, a um erro na formação das coligações proporcionais. Sávio se colocou como vítima: “Fui o político mais atacado pela oposição na política do Pajeú”. Sobre transição disse que graças a sugestão do MP, em Tuparetama ela já começa no dia 3 de dezembro. Deixou claro que não vai perseguir nenhum servidor por ter votado pela reeleição do Prefeito Deva Pessoa. Disse que o Governo parou depois da eleição, com o Hospital ficando sem nenhum médico. 

Torres prometeu gerenciar a cidade com responsabilidade, e de nove secretarias, vai governar com apenas seis. Negou que a esposa do ex-prefeito Vitalino Patriota, Vanilda Patriota, será Secretaria de Saúde e sim Diretora Administrativa do Hospital. O gestor se mostrou preocupado com o desemprego e deixou claro que a Prefeitura não terá espaço para todo mundo. A respeito dos processos, comemorou todas as vitorias já obtidas e deixou claro que sua preocupação hoje é apenas em governar bem a terra em que nasceu. Sávio Torres ficou de voltar ao programa no mês de fevereiro para dizer ao povo a real situação em que encontrou o município. (Por Anchieta Santos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário