Social Icons

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Pernambuco: Ainda em novembro, número de homicídios supera o de 2015

Ainda falta mais de um mês para acabar o ano de 2016, mas o número de homicídios em Pernambuco já ultrapassou o total registrado em 2015. Até o dia 22 deste mês, último balanço divulgado pela Secretaria de Defesa Social (SDS) em sua página na internet, foram 3.902 crimes contra a vida. Durante o ano passado inteiro, foram contabilizados 3.888 homicídios. Em nota, a SDS classificou os dados como “inaceitáveis para as instituições que compõem a segurança pública em Pernambuco”.

Outubro, por exemplo, foi o mês mais violento desde agosto de 2008. Do dia 1º ao 31 foram 451 homicídios. Só entre os dias 28 de outubro e 22 deste mês ocorreram 354 homicídios. De acordo com os números apresentados, a média bate os 354 homicídios por mês. São 11 crimes violentos letais intencionais (CVLIs) por dia.

Há oito anos, o Pacto Pela Vida não enfrentava um número tão alarmante. O programa foi implantado em 2007 pelo governo do estado para reduzir, mensalmente, em 12% o índice de homicídios. O único mês que apresentou menor número neste ano foi fevereiro, com 307.

Com 192 crimes, de abril a setembro deste ano, Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, ficou em primeiro lugar no ranking de assassinatos. O segundo lugar ficou com Caruaru, no Agreste, 186 homicídios. Já o terceiro foi ocupado pela área de Nazaré da Mata, na Zona da Mata Norte, com 151 crimes contra a vida, neste período.

Nova direção: Em outubro deste ano, o secretário Alessandro Carvalho deixou o comando da SDS para ser assessor especial do governador Paulo Câmara (PSB). A cadeira e a missão de reduzir os índices de violência ficou com o delegado da Polícia Federal Angelo Gioia.

Assim que assumiu o cargo, Gioia reafirmou a promessa de retomar a segurança no estado. Ele chegou a dizer, em entrevista, que o programa Pacto pela Vida continua sendo um instrumento importante para combater o crime.

Ainda em nota, a SDS diz que já colocou um conjunto de ações para tentar mudar a situação. “São medidas estruturantes, com aumento da ostensividade e do trabalho de investigação, que darão respostas aos anseios da sociedade”, comenta ao mencionar a última operação integrada com as polícias militar e civil, além do Corpo de Bombeiros.

“Na última quarta-feira [23], por exemplo, as polícias Militar e Civil, na operação Polícia nas Ruas, com reforço de 2,5 mil agentes, prenderam um total de 160 pessoas, a maioria com acusações de homicídios”, aponta o texto.

A pasta explica as ações estão divididas em três áreas estratégicas: operacional, efetivo e investimentos. Uma das medidas é a “implantação, ainda este ano, do 25º Batalhão de Polícia Militar, em Jaboatão dos Guararapes. Com isso, o município passará a contar com dois batalhões”, cita. (G1 PE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário