Social Icons

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Candidatos do Recife esquecem propostas e partem para o ataque em debate

Os candidatos ao segundo turno à Prefeitura do Recife saíram do campo das propostas e partiram para o ataque mútuo no debate realizado, na manhã desta quinta-feira (27), pela TV Jornal/SBT. O ex-prefeito e candidato João Paulo (PT) nomeou, várias vezes, o prefeito e candidato à reeleição, Geraldo Julio (PSB), de “ingrato”, em referência ao fato do seu partido ter participado das gestões das petistas na capital, incluindo cargos comissionados. Como resposta, Geraldo Julio (PSB) relembrou a disputa interna no PT durante a gestão do ex-prefeito João da Costa, que teve sua reeleição inviabilizada pelo partido. O socialista não titubeou e enquadrou o PT como o partido da “briga e arenga”.

Durante o debate de mais de uma hora, João Paulo, chegou a provocar mais do que Geraldo, que respondia aos ataques, mesmo dizendo que não queria entrar no “campo da briga”. Em dos momentos, o candidato do PT apelou para a brincadeira na tentativa de desqualificar o adversário. “Você vem dar uma de David Copperfield (ilusionista), mas eu darei uma de Mr. M (ilusionista conhecido por revelar os segredos do mundo da mágica)”. Como estratégia, Geraldo Julio perguntava a João Paulo o que o ex-prefeito achava de algumas de obras vitrines em sua gestão, como o Compaz, e propostas, como o Hospital do Idoso.

O petista não dava respostas precisas quando questionado sobre esses equipamentos. João Paulo preferiu criticar a qualidade dos serviços prestados pela prefeitura. Além disso, o petista relembrou o fato de parte de sua equipe de governo ainda atuar na gestão do PSB. “Você não respondeu aqui quem é era o secretário de Serviços Públicos. O secretário de Serviços Públicos, Roberto Gusmão, presidente da Emlurb e foi secretário de Serviços Públicos, ele foi conosco, fomos ao Japão buscar recursos, ele fez todo um mapeamento da cidade. Nós tiramos pontos de alagamento na Av. Recife e agora vem dizer: ‘briga, briga, briga’. Onde é que está a briga aqui?”, indagou.

Um dos pontos altos do debate foi no segundo bloco, quando os dois candidatos foram questionados por jornalistas. Geraldo foi perguntado como seria construído o Hospital do Idoso no momento em que se discute justamente a redução do limite dos gastos públicos, com a PEC 241. O socialista disse que estava elegendo prioridades, qualificando os investimentos. “O Hospital do Idoso a gente vai construir, sim, assim como fizemos com o Hospital da Mulher. Os idosos do Recife podem ficar seguros. Não só construir, como colocar para funcionar. Algo que eles sempre sonharam. Os idosos, que são 200 mil no Recife, eles têm uma necessidade de atendimento maior”. Já o candidato João Paulo, quando questionado, negou que estava “escondendo” o símbolo do PT na sua campanha em virtude dos escândalos de corrupção em torno da legenda. “Não temos escondido, de forma nenhuma o PT, um partido de muita luta”, defendeu. (Diário de Pernambuco)

Nenhum comentário:

Postar um comentário