Social Icons

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Inclusão de Marisa Letícia em denúncia do MPF irrita Lula, e procurador diz que ex-presidente foi comandante máximo de corrupção na Lava Jato

O procurador da República e coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba Deltan Dallangol classificou nesta quarta-feira o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como “comandante máximo” do esquema criminoso descoberto pela operação – o maior já descoberto na história do país, ressaltou.

De acordo com o procurador, o núcleo político estava acima de todos os outros no esquema operado na Petrobras. E Lula era o grande general. “No centro deste núcleo está o senhor Lula”, afirmou. “Sem o poder de decisão de Lula esse esquema seria impossível”, afirmou.

Lula foi denunciado hoje pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá. De acordo com o MP, a propina paga ao petista somou 3,7 milhões de reais. 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu as primeiras notícias sobre a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal nesta quarta-feira (14) durante o almoço em um hotel na zona sul de São Paulo. Segundo pessoas que compartilharam a mesa, Lula ficou indignado com a inclusão da ex-primeira-dama Marisa Letícia na acusação, mas reagiu com naturalidade em relação ao seu próprio nome. Para aliados, a denúncia faz parte de uma perseguição cujo objetivo é impedir Lula de disputar a eleição de 2018.

"Eles (adversários do PT) foram derrotados quatro vezes (em eleições presidenciais). Como não querem sofrer uma nova derrota tentam barrar a candidatura do ex-presidente Lula", disse o presidente nacional do PT, Rui Falcão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário