Social Icons

domingo, 25 de setembro de 2016

Eleições 2016: Quem Vencerá?

QUEM VENCERÁ?

Na Democracia representativa, a eleição direta é aquela em que os candidatos a exercer mandatos políticos são eleitos diretamente pelo povo.

No Brasil é assim.

Muito embora a cada dois anos este processo se repita no Brasil, muitos cidadãos e cidadãs ainda não se deram conta.

A cada quatro anos temos eleições para Prefeito e Vereadores que são eleitos pelo povo.

Deveria ser a grande festa democrática onde o povo livremente exerceria o seu direito de escolha; e um dia será. Quando? 

Quando este mesmo povo se der conta que a cada eleição têm a oportunidade de escolher os seus representantes, pois até então, parece que a única coisa que percebem é que têm a oportunidade de torcerem pelo vermelho, amarelo, azul ou branco.

Este mesmo povo que têm o direito de escolher livremente os seus representantes, muitos ficam durante quatro anos reclamando a falta de saúde, a má qualidade da educação, o descaso com a cultura, a falta de assistência no campo, a falta de limpeza urbana, as perseguições políticas e tantos outros descasos que gestores públicos eleitos por este país afora praticam com contra o seu povo.

Mas parte deste povo que reclama, quando chega o período de eleições, onde têm a oportunidade de mudar, se embriagam nas cores das bandeiras partidárias.

Até mesmo os falsos moralistas e os que se dizem defensores da paz começam a tirar as suas máscaras e aplaudirem políticos sem propostas de governo, a formarem torcidas organizadas para aplaudir quem tiver maior agressividade contra o seu opositor.

Precisamos acordar para entender que a vitória não deverá ser do candidato “A” ou “B”, mas que a vitória deverá ser do povo.

É inaceitável que um povo conhecido como desbravadores de cultura jogue todo o seu mérito embaixo do tapete e empunhe a bandeira da ignorância e prepotência para defender grupos políticos quando deveria estar defendo a bandeira da educação, da saúde, da vida dos mais humildes.

Precisamos ser menos hipócritas, jogar em baixo do tapete as máscaras que se apresentam criticando políticos desonestos, se dizendo solidários com os mais necessitados quando na verdade a preocupação é apenas com o próprio ego.

Muitos até se escondem atrás da religiosidade como hipócritas. Se dizem defensores dos mais necessitados, mas escolhem políticos que estão preocupados apenas com o poder, que já mostraram a sua cara de incompetência e falta de compromisso com o povo.

Porque torcer por derrota enquanto temos a oportunidade de construir a vitória de um povo?

Que sociedade é essa que queremos construir?

Se você tivesse que responder esta pergunta para o seu filho, que resposta você daria?

É bom lembrar, antes de cobrar honestidade, precisamos primeiro ser honesto, e ser honesto não é pagar contas em dia, mas sim, colocar em prática os princípios morais e éticos que cobramos das outras pessoas.

Tarcízio Leite

Nenhum comentário:

Postar um comentário