Mulher de 50 anos era mantida em cárcere privado pelo filho, em Serra Talhada

30 agosto Grupo Roma Conteúdos 0 Comentários


Policiais Militares da Equipe GATI do 14º BPM foram acionados pelo Ministério Público, através do Promotor de Justiça Dr. Vandeci Souza Leite, determinando que, o efetivo policial acompanhasse a psicóloga, a assistente social e uma irmã da vítima que, segundo denuncia, encontrava-se em “cárcere privado”. Chegando ao local indicado, encontraram a vítima R. M., 50 anos, presa, dentro da residência, aparentemente desequilibrada e em surto psicótico, onde os policiais tiveram que arrombar a porta para poder retirá-la, tendo em vista, o acusado C. A. F. S., 30 anos (seu filho), não se encontrar na casa, pois havia se evadido ao perceber a presença do policiamento. Foi constatado que não havia a mínima condição de se habitar naquela residência, pois não tinha água, luz, higiene, nem móveis, caracterizando abandono de incapaz, levando em consideração que a vítima sofre de problemas mentais. Logo após, na presença das testemunhas e assistentes do CAPS, conduziram a vítima até o HOSPAM para receber atendimento médico, ficando assim, à disposição daquele hospital e familiares. A Equipe PM participou que, por volta das 21h00 de ontem, o acusado, que havia fugido, apresentou-se de livre e espontânea vontade no 14º BPM, onde foi encaminhado e entregue ao Dr. Olegário, Delegado de Policia Civil, na 177ª DPC de Serra Talhada-PE para as providências cabíveis.