Social Icons

sábado, 27 de agosto de 2016

Mudanças: WhatsApp começa a compartilhar dados de usuários com Facebook

O WhatsApp lança nesta quinta-feira (25) uma nova política de privacidade na qual os usuários passam a permitir o compartilhamento de dados de sua conta -- como número de telefone e tempo que passam no aplicativo-- com o Facebook. A mudança não é opcional -- para se manter no WhastApp, será obrigatório ceder ainda mais informações para o Facebook.

"Como parte da família de empresas do Facebook, nós começaremos a compartilhar alguns dados que irão nos permitir coordenar melhor e também implementar melhorias nas experiências entre os serviços nos próximos meses", justificou o WhatsApp, que também relaciona o compartilhamento de dados a uma melhora em seus sistemas de segurança, bem como ao combate a abusos e spams.

As mudanças serão comunicadas aos usuários a partir de hoje por meio de notificações dentro do próprio aplicativo, que terão até 30 dias para decidir se concordam com as novas regras e continuarão utilizando o WhatsApp. Até hoje, apesar de o Facebook ter comprado o WhatsApp, não havia interferência, nem ligação, entre os dados dos usuários entre as duas empresas. 

"Uma vez que o usuário aceite os termos de serviço e política de privacidade atualizados, iremos compartilhar alguns dados de sua conta com o Facebook, como por exemplo, número de telefone que as pessoas utilizaram para se registar no WhatsApp, juntamente com o tempo que eles estão utilizando os nossos serviços", diz a empresa.


Mas o aplicativo promete sigilo dos dados em relação a terceiros. "Nós não iremos publicar ou compartilhar seu número de telefone com terceiros, incluindo no Facebook. Nós também não iremos vender, compartilhar ou disponibilizar o seu número de telefone para anunciantes."

Segundo o WhatsApp, a mudança da política de privacidade também não compromete a criptografia de ponta-a-ponta. "Mesmo que estejamos trabalhando em colaboração com o Facebook, suas mensagens criptografadas permanecerão privadas e ninguém mais poderá lê-las. Nós, o Facebook ou qualquer outra pessoa estarão impossibilitados de ler as suas mensagens", apontou a empresa, que diz não ter planos em compartilhar outros dados opcionais de conta, tais como nome, foto de perfil ou mensagem de status. 


Uso dos dados para publicidade

Já o uso dos dados compartilhados com o Facebook para a escolha de anúncios na rede social será opcional. Caso a opção seja aprovada, será possível receber recomendações de amizades no Facebook, por exemplo, de contatos do WhatsApp.

"Esta ação faz parte de nosso plano para testar maneiras para que pessoas possam se comunicar com estabelecimentos comerciais dentro dos próximos meses, (...) sem a exibição de anúncios e spam", acrescentou o app, que enfatizou a possibilidade de os usuários do Facebook terem acesso a anúncios mais relevantes para eles.

"Por exemplo, digamos que você tenha se registrado na lista de endereços da floricultura do seu bairro utilizando o mesmo número de telefone da sua conta do WhatsApp. Quando esta floricultura decidir anunciar no Facebook, você receberá estes anúncios também", exemplifica o aplicativo de bate-papo.

Aplicativos como o Instagram também poderão utilizar informações do WhatsApp para sugerir contas a serem seguidas e para manter spam fora da plataforma deles.

Mas, se você não quer que anúncios sejam "personalizados", você pode escolher a opção de "não compartilhar" que está disponível nos novos termos de serviço e política de privacidade do WhatsApp. Leia a nova política de privacidade do WhatsApp. (UOL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário