Social Icons

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Alessandro Palmeira (Sandrinho) sofre "discriminação" por não fazer parte de família tradicional

Na manhã desta segunda-feira, 1 de agosto de 2016, uma nota do Blog do Magno causou uma grande polêmica na cidade de Afogados da Ingazeira.

"De olho na Câmara dos Deputados em 2018, o prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota (PSB), deixou a sua convenção para o último dia permitido, na próxima sexta-feira. Quer empurrar goela-abaixo como vice um ex-secretário da sua confiança, que não tem votos nem tradição política no município. Olho grande, seu plano é ser deputado e prefeito ao mesmo tempo, mas os aliados vão reagir", diz a nota.

Nos bastidores se sabe que Sandrinho é rejeitado por não fazer parte de família tradicional, porém a voz das ruas pede o mesmo na chapa, justamente por este motivo.

Imediatamente o povão foi as redes sociais, defender Sandrinho, em nome das famílias "não tradicionais" da cidade que merecem o mesmo respeito de famílias tradicionais na política da cidade. Um deles, assinado por Alexandre Morais, tá tendo grande repercussão nas redes:

Ainda acredito que valores como honra, honestidade e confiança devem ser priorizados em todas as instâncias de nossas vidas. E que há espaço na política para pessoas com este perfil. Votos e tradição política nem sempre significam qualificação ou representatividade. Ao contrário, podem significar poder econômico, ganância e perpetuação no poder. Para o bem e pelo bem estou com ALESSANDRO PALMEIRA, disse Alxandre.

Sandrinho vem de família pobre e conquistou espaço e respeito em Afogados devido seus excelentes trabalhos por onde passou, a exemplo do Conselho Tutelar e Secretaria de Cultura e Esportes.

Um comentário:

  1. Sandrinho é uma pessoa muito especial, honesta e merece sim o respeito e a confiança do povo Afogadense. Merece a oportunidade de concretizar os seus ideais em favor dos sertanejos.Acho que a politica precisa de pessoas que possuam uma origem simples porque os burgueses nunca irão voltar os seus olhares para a dificuldade alheia e muito menos entendê-la. Chega de Bla,bla, bla a politica precisa de mudança já!
    Estou contigo Sandrinho,mesmo daqui de longe (Aracaju) Rsrsrsrs.
    Abraços;

    ResponderExcluir