Social Icons

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Em ato público na praça, Grupo Fé e Política de Afogados cobra Paulo Câmara e Prefeitos

Fotos: Romero Moraes/ Mais Pajeú

Na manhã desta sexta-feira (01) o Grupo Fé e Política da Diocese de Afogados da Ingazeira fez um ato em defesa da Caatinga em frente à Catedral do Senhor Bom Jesus dos Remédios.

Na pauta criticas ao governo do estado e prefeituras da região que segundo os organizadores não coíbem o desmatamento da vegetação de nossa região, bem como a degradação do Rio Pajeú. Foi denunciado que lixo continua sendo jogado ás margens do Rio Pajeú.

“Denunciamos a realidade e nada foi feito. Em 2014, houve nova caminhada, desde a nascente totalmente desmatada”, disse o engenheiro florestal Afonso Cavalcanti. “Em março de 2015 denunciamos que 150 caminhões tiram lenha da região semanalmente. O Governador disse que iria acabar com esse absurdo. Mas houve apenas três operações da CPRH. Nas operações atacou-se o efeito e não a causa”, “Há venda ilegal de documentos que autoriza cortar caatinga. Os caminhoneiros banalizam e nos ironizam. Faltam fiscais”, acrescentou o engenheiro.

Políticos, representantes de entidades e população em geral participaram do evento.




Nenhum comentário:

Postar um comentário