Social Icons

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Luto na Vila, uma poesia de Renato Santos

Vi a praça perder sua alegria
Quando o grande Ramón ao céu partiu (1)
E Angeline Fernándes o seguiu (2)
Aos jardins da eterna moradia.

Evitando a fadiga Raúl viu (3)
Sua terra lembrar seu último dia
E Horácio ao partir também sorriu (4)
Pois deixaram um legado de poesia.

Eis que o astro maior, nosso Roberto (5)
Foi dizer "sem querer querendo" perto
Dos amigos distintos, tão iguais...

E Florinda na porta enxuga o rosto
E o café esfriando perde o gosto
Pois o “Mestre Linguiça” não vem mais! (6)

Renato Santos

(1) Ramón Valdés, o Seu Madruga
(2) Angelines Fernández, a Dona Clotilde
(3) Raúl Padilla, o Jaiminho
(4) Horacio Gómez Bolaños, o Godínez
(5) Roberto Gomez Bolaños, o Chaves
(6) Rubén Aguirre, o Professor Girafales

Nenhum comentário:

Postar um comentário