Segundo internauta, grávida foi obrigada a dar a luz na frente de outros pacientes no Hospital Regional de Afogados da Ingazeira

09 maio Grupo Roma Conteúdos 1 Comentários


Uma leitora do nosso blog enviou uma denuncia sobre uma situação de extremo constrangimento segundo ela vivida por uma gestante ao dar a luz no Hospital Regional Emília Câmara.

Segunda a internauta uma gestante foi obrigada a dar a luz na sala de internamento da unidade, na frente de outros pacientes que ali estavam. Leia abaixo a denúncia na íntegra:

Olá, boa tarde. Gostaria de fazer uma denúncia para o seu blog sobre o Hospital Regional aqui de Afogados... Essa semana precisei ir a unidade para me consultar, e fiquei lá para tomar soro e ser medicada, fiquei na ala feminina e estava com meu namorado como acompanhante. Lá havia uma gestante que estava em trabalho de parto e ao invés das enfermeiras levarem ela para uma sala apropriada pra isso, apenas mandaram ela segurar nas grades da cama e pôr força. A mesma não estava conseguindo pois estava se sentindo muito constrangida (ela mesma falou e pediu para que meu namorado se retirasse) com a situação, mesmo assim as enfermeiras mandaram levantar a roupa dela pra que ela continuasse... Agora a pergunta que fica é: em um hospital regional não existe uma sala de parto não? Porquê eu que sou mulher não estava me sentindo à vontade vendo aquilo, muito menos meu namorado, muito menos ainda a mulher. Soube por uma acompanhante que estava lá que essa não é a primeira vez que uma mãe dá a luz na sala de internamento, ainda esses dias havia ocorrido. Não fiz um vídeo pra preservar a imagem da mesma, que não estava em uma situação muito bonita, mas foi a minha vontade pra mostrar o descaso que está aqui nesse hospital. E é isso, aqui fica minha mensagem de revolta, espero que tomem medidas cabíveis, porquê isso é inaceitável.