Social Icons

domingo, 3 de abril de 2016

Para PRF, acidente que vitimou sertanejos teria sido causado ultrapassagem proibida ou cochilo

As apurações iniciais da Polícia Rodoviária Federal (PRF) sobre o acidente que deixou oito pessoas de um mesmo veículo mortas na BR-232 na madrugada deste sábado (2) indicam que o causador da colisão foi o motorista do carro de passeio, um Toyota Prado que estava com uma pessoa além da capacidade na hora do acidente.

"Os indícios no local do acidente mostram que a camioneta Toyota realizou uma ultrapassagem em local proibido, a camioneta poderia transportar até 7 pessoas e estava com oito", afirmou a assessoria de imprensa da PRF. 

Além do condutor do veículo, Jefferson dos Santos Valois, de 36 anos, Tiago Medeiros Ferreira, de 19 anos, estavam Magnólia Maria dos Santos Valois, de 51 anos, Margarete Maria dos Santos, 52 anos, Joseilda do Nascimento Ferreira, de 24 anos, Adriana íris de Carvalho Wendy, de 19 anos, Juliana Ferreira de Lima, 18 anos e Mara José Ferreira, 43 anos.

Jefferson era natural de São José do Belmonte e trabalhava na empresa MP Turismo, de Serra Talhada. Era bastante conhecido na região e tido como muito responsável. Magnólia Santos Valis era sua mãe. Entretanto, também houve relatos que indicavam uma rotina extenuante de Jefferson, que já havia se habituado a fazer viagens longas em curtos períodos. Pode ter cochilado ao volante. Ele saiu de Recife para transportar passageiros até Tacaimbó. Depois seguiria viagem para São José do Belmonte.

O motorista do caminhão, de 40 anos, sofreu cortes na perna e na cabeça, mas não tem risco de morte. A PRF fez um teste do bafômetro que confirmou que ele estava sóbrio. Ele reforça a tese da PRF, de que a camioneta teria feito uma ultrapassagem irregular. 

Os corpos das vítimas foram encaminhados para a delegacia de Belo Jardim e devem seguir para o Instituto Médico Legal de Caruaru ainda neste sábado.

O ACIDENTE - A colisão ocorreu na cidade de Tacaimbó, por volta das 3h30, no km 164 da BR-232. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o veículo do modelo Toyota Prado entrou na contra-mão, provavelmente para fazer uma ultrapassagem, quando colidiu com o caminhão tanque de combustível, que estava vazio. Os oito ocupantes do veículo morreram na hora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário