Social Icons

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Falta de políticas para o esporte é alvo de criticas de deputada

A deputada Priscila Krause (DEM) fez críticas, em reunião da Assembleia Legislativa de Pernambuco nessa terça-feira (12), às gestões municipais – especialmente à Prefeitura do Recife – e ao Governo do Estado por não terem implementado, nos últimos anos, políticas voltadas ao esporte de alto rendimento. Durante a Reunião Plenária, a parlamentar lamentou que a capital pernambucana não esteja entre as 72 cidades que receberão delegações internacionais durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto.

Para a deputada, apesar de o esporte promover a inclusão social e movimentar a economia, o poder público local não soube aproveitar o fato de Pernambuco ter sido uma das sedes da Copa das Confederações, em 2013, e da Copa do Mundo, em 2014, para inserir o Estado no contexto esportivo mundial.

Priscila citou o caso da Arena Pernambuco, que, conforme revelou no dia anterior (11) o vice-governador Raul Henry, pode ser fechada caso não surjam interessados em sua administração. Priscila destacou, ainda, o abandono do Centro de Esportes e Lazer Alberto Santos Dumont, em Boa Viagem, e a não conclusão da reforma do Ginásio de Esportes Geraldo Magalhães, o Geraldão, na Imbiribeira.

Também segundo ela, o prefeito Geraldo Julio não cumpriu a proposta de seu programa de governo voltada à criação de um laboratório para esportes de alto rendimento no Recife. “72 cidades brasileiras vão receber delegações de vários países, dentre as quais 16 capitais. Infelizmente o Recife não está incluído, ao contrário de outras capitais do Nordeste, como Natal (RN), Aracaju (SE), Fortaleza (CE) e São Luiz (MA)”, disse. “Na última década o esporte foi absolutamente negligenciado pelos prefeitos locais e pelo Governo Estadual”, avaliou.

A deputada lembrou que os times que jogaram a Copa das Confederações e a Copa do Mundo em Pernambuco não se hospedaram no Estado por falta de estrutura e que, pelo mesmo motivo, os atletas olímpicos locais precisam treinar em outro lugar. “Apesar dos discursos e do sacrifício do povo para colocar Pernambuco como sede da Copa, parece que tudo foi em vão. As Olimpíadas, aqui, serão apenas um evento televisionado”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário