Social Icons

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Começa dia 18 de abril vacinação contra gripe H1N1 na rede pública de Pernambuco

O Estado de Pernambuco iniciará na próxima segunda-feira (18) a vacinação contra a influenza. Desta data até o dia será realizada a imunização dos profissionais de saúde. Já a pré-campanha começa a partir do dia 25 deste mês e visa vacinar idosos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes, puérperas, trabalhadores de saúde, indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. 

Além disso, podem participar das ações jovens que estão sob medida socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. O Dia D da campanha acontece no sábado (30), último dia do mês de abril. 

Até o momento, Pernambuco recebeu do Ministério da Saúde (MS) 538.160 doses da vacina contra a influenza (24% do total). A expectativa da campanha é imunizar, no mínimo, 80% do público prioritário total contra três vírus da influenza: A H1N1, A H3N2 e B. “A proteção da vacina contra a influenza dura cerca de um ano, por isso a necessidade da população inclusa nos grupos prioritários participarem das campanhas anuais”, afirma a coordenadora do Programa Estadual de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde, Ana Catarina de Melo. Ela ainda lembra que crianças que tomarem a vacina pela primeira vez devem receber uma 2º dose 30 dias após a 1º. 

A imunização contra a influenza pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade global. Em residentes em lares de idosos, reduz o risco de pneumonia em cerca de 60%, o risco global de hospitalização em cerca de 50% e o de morte em 68%. Ela ainda pode reduzir em 40% os casos de síndrome gripal.

A vacinação é contraindicada apenas para pessoas com alergia grave ao ovo ou a qualquer outro componente da fórmula, bem como quem apresenta histórico de reação anafilática em dose anterior da vacina. No caso de doenças agudas febris moderadas ou graves, a orientação é adiar a vacinação até a resolução do quadro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário