Social Icons

segunda-feira, 28 de março de 2016

Polícia Civil apresenta investigação de duas mortes na piscina de hotel em Boa Viagem, uma delas de uma serra-talhadense

A Polícia Civil apresentou, na tarde desta segunda-feira (28), na sede do órgão, na Boa Vista, área central do Recife, as investigações de duas mortes na piscina de um hotel em Boa Viagem, na Zona Sul da capital pernambucana, em menos de 16 dias. A primeira morte foi registrada no dia 6 de março, a segunda foi registrada no dia 22. O turista paulista Bruno Guilherme Ribeiro, de 20 anos, foi o primeiro a morrer no local. Já a serra-talhadense Anne Trindade, de 31 anos, foi a segunda vítima.

No caso de Bruno, foram ouvidos sete pessoas, entre funcionários e parentes do turista. Além disso, uma perícia foi realizada na última quinta (24), sexta (25) e sábado (26) no local. Foi descartada a hipótese de vazamento de energia elétrica. Com isso, a polícia descarta a morte por descarga elétrica. Essa hipótese também foi descartada após o laudo do Instituto de Medicina Legal (IML), que não encontrou lesões por conta dessa eletropressão.

Em entrevista à Rádio Jornal, o delegado titular de Boa Viagem, Carlos Couto, falou sobre os próximos passos da investigação. “Analisamos agora, um longa quesitação, no que se refere a perícia, principalmente se a piscina do hotel atente todas as normas técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) como projeto de execução da piscina além da segurança e higiene, além das necessidades legais estaduais também”, disse. Ele pontuou também que o fato da piscina não ter guarda-vidas concorreu para ambas as mortes.

Uma reprodução simulada deve ser realizada na próxima quarta-feira (30) no hotel. (JC Online)

Nenhum comentário:

Postar um comentário