Social Icons

segunda-feira, 14 de março de 2016

Imagem marca protesto: Volta a escravidão ou tentativa extremista de jogar ricos contra pobres?

A imagem mais polêmica das manifestações foi sem dúvida a que mostra o diretor de Finanças do Flamengo, Claudio Pracownike e a esposa, Carolina Maia Pracownik, vestidos com roupas nas cores verde e amarela, acompanhados dos dois filhos e de uma babá, uniformizada de branco, que empurrava o carrinho das crianças. A foto, que foi clicada pelo repórter do Correio João Valadares, viralizou na web, dividiu opiniões dos internautas e se transformou em parte da discussão entre apoiadores do governo e opositores.

Em sua página no Facebook, Pracownik classificou a foto como "exposição de sua privacidade", e disse: Ganho meu dinheiro honestamente, meus bens estão em meu nome, não recebi presentes de construtoras, pago impostos (não, propinas), emprego centenas de pessoas no meu trabalho e na minha casa mais 04 funcionários. Todos recebem em dia. Todos têm carteira assinada e para todos eu pago seus direitos sociais.

Não faço mais do que a minha obrigação! Se todos fizessem o mesmo, nosso país poderia estar em uma situação diferente.

A babá da foto, só trabalha aos finais de semana e recebe a mais por isto. Na manifestação ela está usando sua roupa de trabalho e com dignidade ganhando seu dinheiro.

A profissão dela é regulamentada. Trata-se de uma ótima funcionária de quem, a propósito, gostamos muito. (...) 

Para estas pessoas que julgam outras que sequer conhecem com base em um fotografia distante, entrego apenas a minha esperança que um novo país, traga uma nova visão para a nossa gente. Uma visão sem preconceitos, sem extremismos e unitária.

E você que acha! Comente.

Um comentário:

  1. Se era um protesto e tava todo mundo de Verde e amarelo ñ custava nada deixar a babá ir também.

    ResponderExcluir