Social Icons

sábado, 12 de março de 2016

Convenção do PMDB tem tom de oposição. Partido não aceita cargos até decidir se deixa o governo

O PMDB decidiu, em convenção do partido neste sábado (12), que a legenda não assumirá ministérios até definir se romperá ou não com o governo Dilma Rousseff. O PMDB definirá, em até 30 dias, se vai se tornar independente.

Depois de manifestações de peemedebistas para que o partido não assuma ministérios no governo Dilma nos próximos dias, o deputado Mauro Lopes (PMDB-MG), convidado para assumir a Secretaria de Aviação Civil (SAC), disse ao G1 que definirá com o vice-presidente Michel Temer, na segunda-feira (14), se chefiará a pasta.

A convenção tem um tom de um partido de oposição, com gritos de "Fora PT", "Fora Dilma" e defesa aberta de um processo de impeachment que conduziria o vice-presidente Michel Temer à Presidência da República, apesar da decisão da cúpula do partido de adiar a votação de um provável desembarque do governo de Dilma Rousseff para uma reunião do diretório nacional em até 30 dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário